Acordando A Namorada Para Foder

Acordando A Namorada Para Foder

Acordando A Namorada Para Foder

E ate ela voltar para Portugal nos tranzamos todos o dias.

-I ae, vamos? O que aconteceu com a Milena? Ela n vem?-Não, disse que teve um imprevisto q era pra gente ir adiantando e dar pra ela amanha terminar. LOGO MEUS ANSEIOS FORAM ATENDIDOS, QUANDO ELE ME ENFIOU DE VEZ UM PAU MÉDIO, MAIS PARA FINO, PORÉM DURO QUE NEM UMA ROCHA…E COMO SABIA USAR SEU MASTRO LUZIDIO, QUANTA DESTREZA COM AQUELE GOSTOSO INSTRUMENTO DE PRAZER! SEUS MOVIMENTOS FORAM AUMENTANDO DE INTENSIDADE, VELOCIDADE CADA VEZ MAIOR ATÉ QUE SOLTOU UM URRO JUNTO COM A EXPLOSÃO DE SEU GOZO…ENQUANTO ISSO, EU TINHA UM ORGASMO CONTINUADO, QUE NÃO QUERIA FINDAR…DE REPENTE A CHUVA PAROU E VOZES SE APROXIMAVAM…LEVANTAMOS, DEMOS BOA NOITE E NOS AFASTAMOS, VOLTANDO À VIDA REAL QUE CADA UM TINHA…INTERESSANTE NOTAR COMO O INESPERADO TRAZ SURPRESAS QUE NOS LEVAM A SITUAÇÕES TOTALMENTE INUSITADAS E CHEIAS DE TESÃO! BASTA NOS ENTREGARMOS AO DESTINO E CURTIR LOUCAMENTE O MOMENTO QUE NOS FOI PRESENTEADO…"Isabela usava uma calcinha normal, branca de algodão, quando foi para o colégio não imaginava que voltaria com o namorado, não tinha se preparado. Estive na casa da minha namorada na noite da segunda de carnaval, todo mundo bebendo aquela coisa como de sempre, musica muito alta e tudo mais.

Agora eu te desafio: no meu aniversário eu quero uma festinha surpresa também.

Ela voltou da cozinha e sentou ao meu lado e disse:-oi su!Logo senti a minha cueca molhar, dava pra sentir que o ar mudou de tanta tensão e tesão que havia, mal conseguíamos nos olhar porque cada vez que dava olho no olho nossa vontade dizia”vamos foder já”. Acordei as 5 da manhã com ele me acordando com uma bela chupada na xoxota e retribui entramos em um 69 inesquecível, fomos para o banho e lá ele me fudeu de costas apoiada na parede, saímos do banho e transamos até as 11 hrs da manhã hr de ir trabalhar ; ( trabalhei os dois dias seguidos quebrada, não aguentava nem me sentar direito. – Mas o que foi que aconteceu?– Entrei no quarto, a luz do lampeão aqui da varanda gerava uma suave penumbra no quarto. Murilo, e a cena dele deitado antes de eu acordá-lo com o pau endurecendo.