Branquinha Rosinha Dando Para O Namorado

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

Branquinha Rosinha Dando Para O Namorado

Branquinha Rosinha Dando Para O Namorado

Primeiro segurei-o e fui dando beijinhos na sua cabecinha, depois passando a língua em volta dela, sugando bem devagar, passando os dentes bem de leve, enquanto minha mão fazia vai e vem, fui lambendo ele todinho, até chegar nas bolas, chupei cada uma delas, Depois lambi seu pau novamente até chegar na sua cabecinha, fui sugando devagar, e fazendo vai e vem, chupando e massageando, cada vez engolindo mais seu pau gostoso e duro.

Foi então que Paulinha não resistiu mais … deu um pulo e deitou Felipe na cama com o pau já totalmente enrijecido pra cima … passou então a língua ao redor da cabeça de seu pênis, forçando contra a pele inchada dele … começou a engolir sua ferramenta, em movimentos de vai e vem … agora louca de tesão, se levantou e começou a cavalgar Felipe … começou devagarinho, sentindo cada segundo daquele pau entumecido a penetrá-la … depois de alguns minutos, já louca de prazer, começou a acelerar o movimento até chegar ao orgasmo, que proclamou com gemidos altíssimos, arranhando toda a barriga de Felipe … ele também gozou, conseguiu chegar ao clímax junto da gata …Deitaram-se então lado a lado e começaram a pensar na próxima brincadeira … mas aí já é uma outra história …"Isabela engoliu tudo com facilidade, assim como o goso de seu pai, o esperma do tio era pouco perto do que ela estava acostumada a beber do namorado. Ela estava de vestidinho e algumas vezes enquanto examinava seus pés via sua calcinha, branquinha de florzinhas, simples mas muito bonita. Bom gente eu vou contar um pouco pra vses como foi a minha primeira vez,tudo começou quando eu tinha uns 15 pra 16 anos quando meus amigos resolveram fazer uma festa surpresa pra mim, é tinha uma menina da minha escola q sempre foi o meu sonho de consumo,loirinha,dá minha idade tbm, mas dps de ver q ela era uma das convidadas meu aniversário ficou melhor ainda, diante de umas doses aqui outra ali, ficamos chapados e eu pedi pra ficar com ela, no entanto quanto eu e quanto ela eramos virgens,já muito loucos, fomos pra fora da festa pra termos mais privacidade, mais a vontade comecei a beijar ela, dar chupoes, e percebi q o negócio tava ficando quente, ela tava com uma saia e resolvi colocar a mão na sua buceta no momento por cima da sua calcinha, percebi q ela nao esboço nenhuma reação, e fui mais fundo, coloquei a sua calcinha mais pro lado e devargazinho fui enfiando meu dedo na sua buceta, ela se contorcia de tanto tesão, gemendo baixinho e como a sua bucetinha ja molhada ela flo q queria ir pra as alturas, com um pouco de vergonha ela foi pegando no meu pau q naquele momento já estava duro, tava mto bom qnd ela me flo q queria conhecer o meu quarto, como estavamos na festa resolvi subir em casa q é poucas quadras da onde estavamos, quando chegamos no meu quarto comecamos a nos bjar, e o clima começou a surgir novamente e int falei pra ela tira a roupa, sem pensar duas vezes ela tirou, seios médios, um rabo de dar inveja pra qualquer menina da nossa idade, quando ela tirou a calcinha q já estava molhada, aquela buceta rosinha esperando a minha rola arrombar, ela tirou o meu pau pra fora e começou a mamar mesmo sem experiência, tava mto bom, aliás ela era sonho de consumo de mtos mlks na escola,assim q ela parou de me mamar eu fui comecei a chupar ela, ela não tava aguentando mais de tanto tesão, prestes a gozar, senti um líquido quente descendo pra minha boca e naquilo senti o sabor puro da sua buceta q chegava a piscar de tanta vontade de ter uma pica dura pra dentro dela, qnd eu coloquei só cabecinha ela já sentiu q poderia uma das melhores noites já q eramos virgens, ela sentou no meu colo fazendo com q o meu pau entrasse pra dentro dela, começamos devagarinho e fui aumentando a velocidade, e no vai e vem senti q iria gozar, nunca tinha sentido nd igual, quando a porra já tava pra sair ela comecou a punhetalo direção da sua boca, gozei e ela engoliu td foi mto bom, tivemos outras oportunidades de se pegar já com mais experiência– Rebola Nina, rebola que eu gosto assim.