Comendo O Cuzinho Da Professora Amarante

53 seg

Categoria:

Tag: ,

visualizações

53 seg

Categoria:

Tag: ,

Comendo O Cuzinho Da Professora Amarante

Comendo O Cuzinho Da Professora Amarante

Sou casado, tenho um filho de mais ou menos 18, trabalho fora, e um dia chegando em casa, ouvi uns barulhos vindos do quarato…fui ver o que era e tive um susto…minha mulher punhetando nosso filho…fiquei surpreso e excitado…então eu perguntei o que era que estava acontecendo…então ela disse que o nosso filho queria aprender a transar e não queria ir na rua…ela falou que ele disse que era dever do pai e da mãe ensinar…eu disse que por mim estava tudo bem…ela então voltou a bater a punheta nele que gemia muito, foi aí que ele disse: você não vem ajudar ela?Porem aos 14 anos ocorreu algo inesperado em minha vida: eu me apaixonei perdidamente, por uma mulher! Ela era minha professora de piano, uma mulher linda, de 19 anos, que eu dava tudo para estar perto! Passei uma fase de serios conflitos por causa desse intenso sentimento… sofri para entende-lo, depois para aceita-lo, depois perdi varios “amigos” em funcao do preconceito! Por causa do sofrimento causado por todas essas coisas resolvi que teria que dar um tempo para mim e para todos a minha volta, para que todos nos pudessemos aceitar a nova Dani! Resolvi fazer intercambio, fui estudar na California, na casa de uns parentes, durante seis meses! E foi la que eu conheci a Amity!!!Ela gemeu e contorceu o corpo….

Ele gemia mais alto a cada engolida na cabeçona que eu dava e dizia que estava amando aquele momento e me perguntava baixinho se eu tava gostando e se queria que eu fosse o seu macho secreto, eu respondia murmurando e ele mais ficava com tesão e já tava enfiando o dedo cheio de creme no meu cuzinho que tava piscando muito, ele acariciava meus cabelos e mandava eu mamar mais a me chamava de “minha putinha”… -mama seu macho putinha, mama… Eu tava quase gozando sem encostar a mão no meu pau… Ele gemendo e arfando e eu deitado ainda no seu colo olhando aquele colosso na minha frente até que ele não agüentou mais, segurou firme minha cabeça com uma mão e com a outra enfiava todo dedo grosso no meu cuzinho até explodir em gozo na minha boca dando urros e gozando que mais parecia uma torneira aberta saindo leite.

-Nem queira saber…"Depois de gozar litros no pal dele, e cavalgar que nem uma tarada, eu estava já totalmente fraca e dominada, quando ele me botou de 4, e achei que ele fosse continuar comendo minha xoxotinha, mas senti a cabeça do pal dele roçando em outro buraco, ele queria comer meu cuzinho, que era fechadinho, vez ou outra tentei alguma coisa por trás, sem sucesso.