Corno Levando A Esposa Cristina Cris Em Seu Primeiro Dogging Na Mirante Da Lapa Para Ser Abusada Por Desconhecidos, Xinga O Corno, Chupa, E Engole Leitinho

Corno Levando A Esposa Cristina Cris Em Seu Primeiro Dogging Na Mirante Da Lapa Para Ser Abusada Por Desconhecidos, Xinga O Corno, Chupa, E Engole Leitinho

Corno Levando A Esposa Cristina Cris Em Seu Primeiro Dogging Na Mirante Da Lapa Para Ser Abusada Por Desconhecidos, Xinga O Corno, Chupa, E Engole Leitinho

Ele então, olha toda a cena enquanto coloca o pau inteiro na minha boca devagar, e então ele começa a mexer os quadris mais e mais forte, fodendo minha boca literalmente, e eu continuo chupando mais forte na proporção que seu pau entra e sai da minha boca"OI GENTE MEU NOME É KIMBERLY E QUERO CONTAR HOJE ALGO QUE SE PASSOU NA MINHA ADOLESCÊNCIA EU TINHA 18 ANOS MORENA MAGRINHA MAS SEMPRE TIVE SEIOS E BUNDA GRANDES CABELO COMPRIDO. Não queria parecer uma desengonçada.

Perguntei se ela também participava e ela prontamente respondeu que não, embora ela achasse muito interessante mas meu pai, não aceitava esse estilo de vida. Ele nunca tinha me revelado o desejo de ser corno. ""O que eu mais gosto no dogging é de me exibir e de ser tocada por desconhecidos, adoro parar o carro com algum peguete em uma praça a noite e deixar o peguete sentado no lado do passageiro com a porta aberta, ai eu caio de boca num boquete nele mas com minha bundinha empinada pra fora do carro. Levei-o a diversos locais; no mirante onde se descortinava uma linda vista das montanhas, nas ruínas do mausoléu, em acervos históricos, em áreas tombadas, enfim, andamos pela manhã inteira. MONTANHAS CHEGANDO LÁ FOMOS TOMAR BANHO NISSO EU VI O PAUZAO dele CAI DE BOCA HUMM Q DELICIA DE PAU EU MAMAVA BEM GOSTOSO E RÁPIDO ELE SE GEMIA TODO AE FOI FOMOS PRA CAMA SENTEI NELE E KALVAGUEI E REBOLAVA BEM GOSTOSO E FALAVA AIII QUE PAU GOSTOSO ME FODEEEE TODA SOU SUA SEU SAFADO ME COMEEE VAIII ELE ME FODENDO QUE TEZAO GOSTOSO E DEPOIS FIKEI DE QUATRO ELE ME FODIA FORTEE EU GRITAVA E GEMIA ISSO VAI ME FODEEE SEU GOSTOSOOO EU VIREI PRA ELE ME DAR LEITINHO NA MINHA BOKINHA ELE VIROU GOZOUUU BEM GOSTOSO QUANTO LEITINHO GROSSO E GOSTOSO TOMEII TUDINHOOO E ASSIM PASSAMOS A NOITE TIDA GOZANDO BEM GOSTOSO EU DANDO ELE GOZANDO ENTREM EM CONTATO AGUARDO VOCÊS"– Agora você vai gemer muito e gostoso. Me deu vontade de me virar e fiz, virei de costa pra ele coloquei onde estava aquela piroca deliciosa e desci com minhas costas escorregando em seu peito e barriga, minhas mãos por trás segurava sua cabeça, levando sua boca no meu pescoço, enquanto suas mãos apertavam meus seios com os bicos sendo apertado pelos seus dedos, eu ditava oritmo da transa, nossos corpos já suados misturavam o perfume e cheiro do nossos corpos. "como relatei aqui pra vocês no primeiro conto, eu fodi minha chefe;-Depois de um banho maravilhoso conversamos um pouco e ela me elogiava muito dizia que jamais acha que eu iria faze ela se achar mulher de novo, eu também a elogiei bastante e fiz algumas caricias nela que logo despertou meu pau deixando ele durinho, ela falou que queria da pra mim mais uma vez eu apena a deitei na cama e já comei a chupa-la que delicia aquela buceta bem raspadinha pequenininha,lábia, enfiava um dedo depois enfiei dois ela gemia feita uma louca, depois diz um 6X9 ela mamando meu cacete e eu aproveitei pra dar umas dedadinha naquele cuzinho, ela não reclamou e eu pensei agora vou concretizar meu sonho vou comer esse cuzinho que parece que nunca foi fudido, mais uma vez a coloquei de quatro e comecei a bobar naquela buceta, dessa vez eu a xingava de vadia gostosa, putinha, safada, depois de muito xingamento e tapas naquele rabo, eu com o pau dentro dela fui no ouvido dela e falei sabe o que eu quero agora chefinha?-ela falou pede meu safado, hoje eu sou sua seu filha da puta, o que você, fala?-eu falei eu quero foder seu cuzinho quero ele pra mim!-ele falou come seu cachorro, eu adoro da ele, aquele corno do meu marido não gosta de foder ele…– eu sem pestanejar dei uma cuspida na entrada do cuzinho dela, e continuei metendo o pau na buceta dela, ela rebolava muito e gritava fode tarado, come sua chefinha come, eu sei que você sempre quis me comer, sua cara não nega, eu falei sempre mesmo, e dai tirei o pau da buceta dela e coloquei na entrada do cuzinho dela, ela se ajeitou melhor e foi se curvando pra traz, ela mesma fez questão de deixa o pau entrar devagar nela, e me perguntado se eu estava gostando eu apenas gemia e fala safada, cachorra, quando entrou tudo eu comecei a bombar forte, ela falou vai seu safado filha da puta eu vou goza vai, mete, come, vai, arregaça tudo, sentir ele tremer, foi quando ela falou gozei… dei mais uns tapas naquela bunda e socava forte já não aguentava mais e queria gozar dai não aquentei e acelerei as estocada quando apertei aquela bunda bem forte e explodi todo gozo dentro daquele cuzinho…foi maravilhoso comer minha chefe, não estou na mesma sessão que ela mas direto saímos pra almoça e dar umas trepada, já tem 4 meses que como ela e ela sempre maravilhosa, disse pra mim que ate o casamento dela melhorou depois que começamos a sair r o que mais admiro nela é que ela é do tipo de mulher que é uma dama na sociedade e uma verdadeira puta na cama!!!"Ela parou de exitar e voltou a ficar de 4 abrindo a bunda -Entao coloquei a rola novamente no seu cu e começei a ir e vir naquele cu novamente"Eu: vai devagar…Daniel: ok, só dessa vez"Marcela, Marlene e Marta, trancadas no seu cativeiro, presas com correntes à cama, há cinco dias, sem sofrerem novas agressões, davam graças ao Senhor, mas por outro lado, estavam sem se alimentar todo este tempo. Ela então se deitou de lado,e bem devagar fui enfiando meu pau no cuzinho da Letícia.

Quando encostou a porta e deu o primeiro giro na chave, eu a prensei na porta, roçando meu pau, que a essa altura já estava em rocha, na suas costas e bunda. Ela entrou e já foi agradecendo e perguntando se não estaria sendo muito abusada de pedir que o motorista desviasse de seu caminho.

Entrei com facilidade, de uma vez, no rabo da Lurdes que era muito aberta (da mesma forma como ficou a Cristina e todas as outras) e o Rui trocou de mulher com o João.

"Marianna é o nome da amiga da minha esposa, elas frequentam a mesma academia a 5 anos.

Ele tinha incentivado sua esposinha aquela situação e agora não podia parar aquele gigante, mesmo que quisesse!! É, parecia que ele ia levar chifres mesmo!! Lágrimas lhe vieram aos olhos! Bom, pelo menos cento e cinqüenta dólares lhe aliviaria a dor dos cornos! E também Gisele não sabia o que estava acontecendo com ela!-Vem cá…crioulo machudo!! Você me fez gozar como nunca!! Deixa agora eu retribuir…com minha boquinha!!Não, não era verdade!! Sua esposinha que apenas dias antes começara a lhe fazer boquete com perfeição de uma profissional, ia agora presentear aquele negão que ela mal conhecia!!-Meu deus! Ela deve tá inteiramente fora de si!!Não sabe o que está fazendo…Gisele ajoelha-se a beira da cama enquanto Ruddi também se ajeita ficando com as canelas fora da cama e Gisele entre suas pernas olhando extasiada a imensa tora de carne negra em suas mãos!!Gil também via a imensidão de rola que Ruddi possuía!! Mais um motivo pra se sentir profundamente humilhado! Gil pela primeira vez notava a exuberância das nádegas de sua mulherzinha e por um breve momento um brilho de felicidade passou em seus olhos quando ele imaginou que quando tudo terminasse ele iria possuir aquele cuzinho virgem da esposinha!!Porém ao ver os lábios de Gisele ovalarem-se ao se aproximarem da arroxeada bolota da glande de Ruddi, ele não conteve um soluço e as lágrimas!! Gil teve que morder a própria mão para não deixar seus chifradores escutá-lo. Aí eu passo a mão no zíper da calça dele"-Isso filhinha, mama no papai, engole o pau do teu macho vai.

Temos muitas histórias pois somos Swingers, gostamos de exibicionismo, dogging, troca de casais e etc… mas essa é a nossa primeira aqui no site.