Dei O Cuzinho Pro Nosso Vizinho

80 seg

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

80 seg

Categoria:

Tag: , , ,

Dei O Cuzinho Pro Nosso Vizinho

Dei O Cuzinho Pro Nosso Vizinho

LOGO DEPOIS ELE CHEGOU E NOS BEIJAMOS APAIXONADAMENTE, SEMPRE SAUDOSOS DE SENTIR NOSSOS CORPOS COLADOS, DEIXANDO OS SENTIMENTOS GUARDADOS SE EXTRAVASAREM. Chegando lá fui direto pra casa de meu pai pra não da na pinta que fui atras dele, para minha surpresa ele estava lá ajudando Laura na lavoura sem camisa todo suado brilhando ao sol lindo como ele só, falei com Raimundo e Fernando meus irmãos Tereza e Maria minhas irmãs, ficamos batendo papo aí Fernando que é mais novo falou vamos na cachoeira e descemos por uma estradinha ao lado da roça Bené olhou de lado e continuou ajudando Laura a mulher de meu pai, passei e falei bom dia e eles responderam bom dia dona Laura perguntou: que milagre é esse? esta alma quer reza. Quando chegamos la, ja subimos pro nss quarto, e sem cerimonias, ela arrancou minha blusa e sutia e mamou. Com um dedo no cu, comecei a punhetá-lo também.

Procurei não encara-lo desviando os meus olhares para outros cantos e quando cruzamos pelo corredor o nosso olhar cruzou-se. Luiz queria uma bunda ganhou duas que virou tres.

Eai galera, tudo em ordem?! Meu nome é Bruno, tenho 27 anos, moro em Jundiaí e vou contar para vocês como foi o dia em que uma crente puta sentou no meu pau com vontade.

Ela ainda está com a lingerie safada e vai ficar assim, gostei das aberturas, são como molduras de renda nos peitinhos,na buceta e no cúzinho agora atolado. Fizemos um churrasco, tomamos umas cervejas e o pessoalficou lá na varanda, tomando um banho de piscina. Quando ele colou seu corpo no meu, com aquele peitoral avantajado e peludo, senti seu cheiro de homem. Ao contrário, partiu para instigá-la, aos poucos. Assim, me deito ao seu lado, ela esticada no sofá e com meu corpo colado ao dela, porém de lado, passo um braço por baixo do seu pescoço, e com a outra vou para seu ventre, colocando dentro da sua calcinha, sinto seus pelos bem ralos, desço até sentir seu clitóris, o qual está bem inchado, desço um pouco mais, até sua vulva, na qual não está molhada, mas encharcada, lambuzo o máximo que posso meus dedos na entrada de sua vagina, então levo meus dedos completamente molhados até a boca, sinto o seu gosto, gosto esse que não tenho como descrever com palavras.

Marido: – Com quem?Eu- O vizinho vai trazer um amiguinho de 18 anos que ainda é virgem, pediu para dar um jeito no garoto que sempre broxa nas tentativas.