Duas Gatas Mostrando Tudo Numa Rodovia Muito Movimentada

Duas Gatas Mostrando Tudo Numa Rodovia Muito Movimentada

Duas Gatas Mostrando Tudo Numa Rodovia Muito Movimentada

Tinha de acontecer naquela noite e eu não colocaria limites às minhas imaginações;No magnífico quarto de hotel, rodeado de ampla vegetação, paisagens belíssimas e uma praia quase particular, Fátima chegou à varanda, vestida apenas com sua lingerie e seu celular.

Logo o mastro já estava em riste, mostrando toda a sua potência. Olá meu nome é Jorge(Nomes trocados pra proteger identidade) sou negro,tenho 1,69 tenho 18 anos,tenho 18cm de pica,chega de apresentação, tudo começou na escola com meu professor de História, Leandro,um homem novo, sarado,gostoso,olhos castanhos,deixava todas as meninas da sala excitada,e a mim também, eu sempre tava um jeito de sair por último da sala pra ficar só com ele,e sempre soltava uma piadinha pra ele saber que eu tava afim dele,certo dia pra meu azar(ou sorte) fiquei ate muito tarde no colégio e o ônibus que levava a gente pra casa já tinha saido,e estava sem dinheiro de transporte pra pegar um ônibus,e do lado de fora do portão vejo uma mão me chamando pra sair da escola,era ele,me ofereceu uma carona,aceitei e entrei no carro dele,conversamos bastante sobre suas aulas,até que o assunto mudou pra sexo,ele me perguntou se tinha alguma aluna que eu já tinha ficado, respondi a ele que não curto muito mulheres,ele ficou em silêncio por um tempo, depois me perguntou se tinha algum professor que eu pegaria,fiquei calado por a resposta seria ele,ele repetiu a pergunta, eu falei que era ele,ele me olhou e ficou em silêncio, e disse tem alguma coisa pra fazer em casa? Respondi que não,ele falou então vou te levar em um lugar algum problema? Respondi que não e ele me levou pra sua casa, chegando lá ele mandou eu sentar,me ofereceu bebida e foi tomar banho,e voltou só de toalha, e assim ficou o tempo todo,bebemos e ele me perguntou se gostava de tatuagem, disse que de algumas,então ele tirou a toalha e ficou nu na minha frente me mostrando a tatuagem que tinha na virilha, fiquei sem ação em vê aquele homem que sempre desejei nu em minha frente,ele já estava de pau duro como rocha e não aguentei e botei em minha boca,era muito grande e grosso mau cabia em minha boca,mas me esforcei o maximo pra engolir aquele pau,ele me deitou no sofá tirou minha roupa,e começou a chupar meu cuzinho,lembia tudo e eu gemia feito louco sempre sonhei com aquele momento, então fizemos um 69 delicioso,ate que pedir pra ele meter aquele pauzao no meu cuzinho,ele me botou de 4 e foi colocando a cabeça do pau era muito grande,doeu bastante, então ele foi metendo e me masturbando pra aliviar a dor,e quando abriu meu cu,ele empurrou de vez,foi uma dor grande,e um tesão maior ainda,ele foi metendo devagar e assim a dor foi passando,ele começou a bombar mas forte,e eu gemia bem alto,e ele metendo bem forte e rápido e batendo em minha bunda,então ele me virou de frango assado e foi metendo e a vontade de gozar foi chegando então ele começou a masturba e eu gozei ele me comendo então achei q ele iria parar,mas não eu não aguentava mas e ele me botou de lado e começou a bombar e eu gemendo feito doido e já chorando de não aguentar mais aquela pica,então ele tirou a pica do meu cu e gozou em minha cara,tomei banho e ele me levou embora pra casa. Me sentia duplamente mal, com medo de ter assustado ela mesmo sem que ela tivesse demonstrado, mas também não conseguia agir normalmente com ela como sempre, porque meu tesão estava ainda maior. Deixei Marcão na Rodoviária e fui andando para uma loja próxima, que vende artigos femininos, comprei 30 calcinhas de cores e estampas variadas, baratas, escrotas, que não cobreria nada quando as vestidas. São irmãos, Lídia e Amauri, ela com 28 anos e ele com 26, ambos solteiros, ambos sem compromisso com quem quer que seja, mas fãs de uma balada, fãs de “ficarem” com gatos e gatas, respectivamente.

O corpo de Mauricio era malhado, definido, contudo, é bom que seja ressaltado que não era algo exagerado, descomunal como muitos fitness valorizam algo que não acho muito bonito, porque o corpo perde o padrão de beleza, vira um monte de músculo.

CONVERSARAM MAIS UM POUCO E ELA DESLIGOU, ME AGRADECENDO A IDÉIA, CARAMBA COMO GOZEI.

Enquanto fodia ela de quatro ela fazia um tremendo boquete no corninho.

No caminho até o estacionamento, parei nua rua pouco movimentada, na porta de um edifício que estava fechado, e tirei o cacete pra fora e ela logo começo a chupar, ela chupa como uma puta profissional, algumas pessoas passavam e viam mas não paravam, não demorou muito e logo gozei dentro de sua boca.