Enfiando na bucetinha da mulher

Enfiando na bucetinha da mulher

Enfiando na bucetinha da mulher

Por um momento pensei em parar, só que não era isso que nossos corpos pediam e resolvi continuar e disse CALMA, NÃO VOU TE MACHUCAR E MUITO MENOS TE FAZER ARREPENDER. Estavamos indo no onibus escolar e planejando oque iriamos fazer durante a viagem e ela se abriu dizendo que tinha ficado um tempo sem “gozar” kk e que tava loka pra tirar o atraso comigo na viagem … ela sempre foi mais direta que eu entao apenas concordei e voltamos a conversar.

E eu fiquei com a bucetinha pulsando por causa dessa história. Falei que era bonita também e que parecia ser pesada para carregar, ele riu e perguntou se eu queria segurar para sentir o peso, estiquei a mão e segurei, apertei e abri a mão com ela latejando na minha palma, na hora exalou um perfume de sexo gostoso, e não me contive e falei que ela estava perfeita para crescer na boca, ele se levantou ficou em pé na minha lateral e deixou sua bengala bem do lado do meu rosto, engoli a saliva para ele não sentir a língua quente do café e dei um beijo na cabeça, ele falou para não demorar pois não iria dar tempo de colocar ele todo na boca, abri bem a boca e fui sugando seu pau para dentro, ele gemia dizendo que eu era uma putinha gostosa que sabia o que estava fazendo, disse que nunca foi mamado assim com o pau mole, enterrei ele todo na boca, senti sua cabeça bater na minha glote e fiquei sugando passando a língua no sacão, seu pau latejava e dava uns saltos de ereção que quase me fez regurgitar, tirei ele da boca e seu pau duplicou de volume, seu Luiz perguntou o que eu iria fazer agora, falei que a casa não tinha como a gente fazer nada e ele falou que poderíamos ir para a sua casa que eu iria gostar muito, ele colocou o pau para dentro da sunga e eu levantei da cadeira com as pernas bambas, já havia dado o pontapé inicial para a loucura com o vizinho do meu amigo, mas ao chegar no portão estavam chegando o irmão do seu Luiz com a cunhada, ele ficou ainda dentro do meu portão para eles não desconfiarem do seu pau duro, conversou com seu irmão que foi logo entrando em sua casa, ele virou pra mim e perguntou onde eu iria dormir, falei que iria arrumar um canto e que dormiria até na cadeira de praia, ele então falou que tinha um quarto extra e que eu não precisaria dormir desconfortável.

Fiquei assustado com o que acontecia entre Roberto e minha mulher: ela estava de quatro, na cama prestes a ser penetrada em sua bundinha, coisa que jamais permitiu que eu fizesse. Não podia perder a chance e foi enfiando o pau, todo melado, lentamente, no buraquinho traseiro e conseguiu colocar ele inteirinho lá dentro. Quando ela era apenas uma menina , estando em casa, bateu na porta do quarto dos seus pais e foi completamente ignorada. Fiquei mole por vários minutos em seu colo.

"Vou ser breve, minha namorada me contou esses dias que ela tem o desejo por outro pau, q ela quer chupar e deixar esse pau entrar em sua bucetinha na minha frente enquanto eu fico só olhando e tocando no meu (coisa que me enxe de tezao).