Esposa Gritando Na Frente Do Corno

2 min

Categoria:

Tag:

visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

Esposa Gritando Na Frente Do Corno

Esposa Gritando Na Frente Do Corno

Ele tinha de transar com Elisa também, afinal, era uma esposa e tanto, que não se incomodava com a relação dele com a filha. Fui para a escola sem nem falar com minha irmã pois sabia que ela tinha armado para mim, mesmo gostando do que aconteceu achei que ela deveria me defender! Minha sala era longe da sala de Rodrigo eu achava que se não saísse da sala fugiria dele, na minha cabeça ele só estava de onda, no meio da aula a professora me chama e fala que meu primo que falar comigo para ir logo e não demora, pensei primo? La estava ela Rodrigo ainda mais lindo com aquele sorriso quase tive um troço! Sai da sala e logo veio me agarrando pela cintura – não esquece do nosso encontro – eu – não dá minha irmã vai para lá com Paulo – então me espera na rua de baixo te deixo em casa vai? Nem respondi só sai andando na sala toda tremulaNa saída da aula lá estava ele em sua bicicleta me esperando na rua atrás da escola sem pensar em nada subi e ele saiu pedalando, eu estava com medo mas minha curiosidade era maior, logo chegamos em sua casa ele me falou que estava só aquela tarde entramos e ele me levou a te seu quarto, estava uma bagunça mas nem liguei fiquei olhando os posteris na parede quedo senti ele me abraçando por trás, não reagi queria muito aquilo só fiquei ali parada sentindo ele acariciar minha barriga e sentura enquanto se esfregava em mim, seu pau já estava duro podia sentir no meu bum bum, ele me virou de frente e beijou desse vez mais forte e intensamente quase perdi o folego, eu estava de saia de pregas e a blusa da escola ele me ergueu e colocou as maus nas minha nádegas firmes e apertou me puxando pra perto e me forçando a abrir as pernas e me colocou com as pernas em volta da sua cintura.

Caio deitou no sofá e eu sentei devagar naquele cacete gigante, sentia entrar devagar quase me rasgando, doía um pouco, mas logo relaxei e galopava com tudo e sentia aquele pau indo fundo, minha bunda estava pra cima e de repente Pedro veio com tudo e com força enfiou todo o seu pau no meu cuzinho agora não mais virgem, quase desmaiei de dor e tentei sair dali mais Pedro ficou em cima de mim me segurando e eu não conseguia me mexer, ficamos parados ali e eles me falando pra acalmar que logo a dor ia virar prazer e não é que eles estavam certos, depois de algum tempo já estava relaxando e Pedro começou a bombar devagar e aquele dois cacetes enormes dentro de mim foram me dando cada vez mais prazer, depois de um tempo eu já estava gritando:– Mais forte, fode gostoso esse cuzinho virgem.

Pedi pra ela rebolar devagar “- Rebola putinha… dá esse cuzinho gostoso pro corno ver…Se quer ganhar porra vai ter que merecer.