Fazendo Suruba No Mato

visualizações

5 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

Fazendo Suruba No Mato

Fazendo Suruba No Mato

O mais triste é que ele nunca tinha feito aquilo e não soube me preparar. – Uai, seu marido não vai? – perguntei enquanto me sentava.

""Ele continua com a fricção, e sinto que meu corpo não irá aguentar.

Está história é verídica e aconteceu já faz algum tempo e resolvi contá-la agora.

O tempo foi passando e dois dias depois lembrei que ela iria voltar e pensei, será que ela conseguiu se soltar? minha secretária ligou avisando que a Ana já estava lá, mandei entrar!Quando ela entrou quase não acreditei! que mudança de uma menina toda coberta a uma menina muito sedutora mesmo que involuntariamente, Ana estava com uma calça de acadêmia preta o que destacava seu quadril e dava pra ver a marca da pequena calcinha e uma camiseta de banda caída no ombro o que dava pra ver o volume do seio. POREM FICAVA DIFICIL J[A QUE ELA GOSTAVA DE MOSTRAR PRINCIPALMENTE OS PEQUENOS SEIOS, POR QUALQUER MOTIVO OU SEM NENHUM SE ABAIXAVA NA MINHA FRENTE E EU VIA AT[E SEU UMBIGO, CERTO DIA EU ME ENCONTRAVA SOZINHO NA CIDADE POIS MINHA MULHER VIAJARA E ELES ME CONVIDARAM PARA FICAR EM SUA CASA, NÁO HOUVE MANEIRA DE ACEITAREM UMA RECUSA E EU TIVE QUE FICAR L[A MINHA MULHER FICARIA 15 DIAS FORA, COMO NO MOMENTO EU NÁO ESTAVA TRABALHANDO O MARIDO SAIA PARA O TRABALHO E EU AINDA FICAVA DORMINDO, DEPOIS PASSAVA O DIA LENDO JORNAL E ASSISTINDO TV E CONVERSANDO COM RAISA ELA SEMPRE SE EXIBINDO, E EU NUNCA FUI NADA DISCRETO, PRINCIPALMENTE QUANDO NOTO QUE NÁO [E POR ACASO, CERTO DIA O VENACIO TELEFONOU DIZENDO QUE NÁO VOLTARIA PARA CASA, POIS TERIA UM SERVI;O EXTRA QUE TERMINARIA MUITO TARDE E FICARIA NO TRABALHO MESMO, COMO NO OUTRO DIA ERA SABADO E ELE NÁO TRABALHAVA VHEGARIA CEDO, FALEI PARA A RAISA QUE IRIA DORMIR EM CASA, POREM ELA ALEGANDO QUE NAÁO FICARIA SOZINHA DE JEITO NENHUM COM MEDO DE ASSALTO MAS UMA VEZ TIVE QUE FICAR, O DIA TRANSCORREU SEM NOVIDADES MAS EU PRESSENTI QUE NÁO TERIA COMO NÁO COMER AQUELA MULHER, A NOITINHA AP[OS O JANTAR EU FALEI PRA ELA QUE IRIA DAR UMA SAIDINHA, E AI EU TIVE CERTEZA DE QUE ELA QUERIA REALMENTE UMA SACANAGEM, NÁO MESMO, LOGO HOJE QUE AQUELE PATIFE INVENTOU ESTE SERVI;O, PENSA QUE NÁO SEI QUE TIPO DE SERVI;O [E, NÁO NASCI ONTEM.

Apesar de ansioso pra tê-la logo, me deitei e comecei a contar como minha mãe tinha feito, o que conversamos, as posições, nossas reações e o quanto ficamos impressionados com tudo.

disse que não se preocupasse ela poderia ficar na casa paroquial com ele em quanto ela não voltava. Suruba com 8 enquanto o corninho assistia tudo de casa. Por exemplo, não tenho ninguém para desabafar!ela-para de ser doida praga “risos”essa historia aconteceu comigo quando eu ainda tinha 17 anos, eu morava em uma cidade bem pequena em Minas Gerais, e estava fazendo cursinho para o vestibular, como vocês sabem eu curto mulheres desde meus 14 anos mais minha família não aceitava a minha opção, portanto eu tinha meus casinhos escondidos, o que tornava uma adrenalina só.

mandei ela empina aquele bundao ela fico de quatro que imagem linda ponhei a calcinha de lado meti na buceta dela tava tao bom ateh ouvi o barulho do portao era minha tia.