Flagra Tarado Filma Safada Casada Gostosa Comendo Do Seu Macho De Natal – Rn

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , ,

Flagra Tarado Filma Safada Casada Gostosa Comendo Do Seu Macho De Natal – Rn

Flagra Tarado Filma Safada Casada Gostosa Comendo Do Seu Macho De Natal – Rn

Estava com 6 meses qdo isso aconteceu a barriga já tava bem grandinha e o nosso tesão so aumenta a cada dia( graças a Deus,kkk)nesse dia cheguei em casa mais cedo para preparar algo p maridão, já q ele tava viajando já havia um mês e 4 dias, isso eu já subindo pelas paredes, eu preocupada, pois minha barriga tinha dado um pulo e eu imaginando se ele ainda ia sentir tanto tesão por mim, me depilei toda como ele gosta, durante isso bati uma siririca para aliviar,kkkk, pensando na sua picona, tava na hora de busca-lo no aeroporto,fui anciosa,ele chegou me deu um bjo frio,fiquei triste já achando q n ia rolar e imaginando ele com outras,fomos no trajeto até em casa eu perguntando como foi a viagem e tal, e ele so falando o básico, eu dirigindo e ele olhando p minha barriga falando q tinha crescido bastante( ele ainda n sabe no momento que é um menino,deixei p contar qdo ele estivesse em casa)chegamos na garagem eu já desanimada, qdo desço do carro de repente ele me agarra e fala: que saudades minha putinha,isso já passando a mão na minha buceta,( e falou nossa ta do jeito q gosto lisinha, e vc já ta molhadinha,minha safada)me beijando bem gostoso,eu falei ai amor pensei q vc n tava afim, ele dizendo e chupando minha língua, n estou afim, minha vontade foi fuder com vc no aeroporto, eu falei então vem me comer ,passei a mão na sua pica grossa e fui abaixando fiquei de joelhos e passei a chupar bem devagar do jeito q ele adora,ele delirando falou vou gozar amor( ele nunca gozou tão rápido )e eu goza gostoso ele encheio minha boca de porra,eu engoli tudo deixei ele bem limpinho,ele chamou vem, tirou meu vestido qdo viu minha calcinha enlouqueceu dizendo;que delícia! vou te chupar todinha,pedir p irmos p quarto q era mais confortável p mim, chegando la ele me deitou na cama, afastou minha calcinha p lado e começou a me chupa, e eu, chupa amor,chupa sua putinha,morde meu grelinho vai,ele chupou gostoso meu grelo e meteu a língua gostosa na minha buceta,me fudendo com a língua e pediu goza vai,goza q estou com saudades de beber seu mel,eu;ai amor estou gozando, sem me deixar descansar alisando minha barriga ele me deu um bjo eu sentindo o gosto da minha buceta na sua boca,tirou então minha calcinha e me deitou de ladinho e passou a roçar a pica em mim eu, já doida pedi metir seu safado,come sua putinha vai,ele perguntando vc quer pica quer,eu quero,ele levantou minha perna e meteu, eu dei um grintinho ele perguntou, ta doento ta,ja perdeu o custume foi sua puta! fico fora um mês e essa buceta já fica fechadinha é!e eu;ai amor ta doendo,mas continua vai, ele bombando devagar,qdo de repente o nosso filho resolver mexer na minha barriga,ele ficou assustado e perguntou se tava tudo bem, eu louca p continuar levando pica falei, ele ta sentindo o pai dele comer gostoso a minha dele so isso( e dei risada).

disse que era casada e tinha dois filhos.

O risco de sermos flagrados, o tesão que já sentia por ela, o ritmo e a força das estocadas, tudo fez com que eu sentisse o gozo cada vez mais perto.

Foi quando o Anderson subiu na cama,tirou a toalha da cintura,se mostrou excitado e disse que éramos machos,casados e estávamos carente de mulheres e sexo e o que acontecesse ali era de nossa responsabilidade e que ficaria ali e faríamos um pacto pra nunca ser revelado a ninguém.

Natalia?… Natalia?… O mundo roda, não acredito.

Um dia minha avó foi ao mercado q fica cerca de 1 hora da casa dela e ficamos em casa sozinhos resolvemos nos beijar como sempre faziamos mais ela já estava crescidinha e bem gostosa então quando nos beijamos comecei a passar a mão nela nos seus peitos,na sua bucetinha e fui percebendo q ela estava toda molhadinha ela começou a acariciar o meu pau q t serca de 16cm mais e bastante grosso percebi q enquanto eu acariciava sua bucetinha ela gemia bem baixinho então n parei enfiei minha mão dentro do short dela e comecei a mastutbala ela gemendo alto, ela botou meu pau para fora e começou a chupar nossa q boca maravilhosa ela tem ela chupava e eu cada vez mais ficava com mais tesão foi então q eu acabei gozando na boca dela eu levantei tirei o short dela e comecei a chupar a bucetinha dela toda eu chupava sem parar então ela pediu para eu meter logo na bucetinha dela , formos pró quarto da minha avó ela deitou eu fui por cima entao ela me olhou nos olhos e disse vai primo tira oeu cabacinho eu n resisto e fui metendo fundo na quela bucetinha virgem ela geminha alto eu metendo sem parar ela pediu pra ficar de 4 então ela levantou e ficou e enrrolei o cabelo dela minha mão e comecei a meter fundo ela gemendo dizendo q ia gozar que queria muito gozar no meu pau ela gozou e continuacontecido então eu avisei q eu ia gozar ela disse q queria de novo na sua boca e gozei bastante na aquele dia e quando acabamos ficamos deitados rindo do que tinha acontecido.

-Goza pra mim, goza enquanto tô comendo seu cu.

carina disse que não podia fazer aquilo com a irmã e eu disse que ninguém precisava ficar sabendo, então ela me perguntou mais uma vez se eu iria arrumar o dinheiro pra ela e eu confirmei que sim, ela saiu foi a cozinha olhou pra rua pra ver se a irmã não estava vindo e quando voltou, virou de costas e abaixou a bermuda até o pé, cara eu não acreditei naquilo, minha cunhadinha tão recatada perto de mim agora com a calça arriada e a bunda de fora pedindo que eu metesse logo pois poderia chegar alguém dá pra acreditar nisso, meu coração disparou minha mão suava de tanta alegria, eu queria ter filmado aquilo, seria, assim como é minha recordação eterna, então abaixei minha bermuda até os pés tbém e passei um pouco de saliva no pau com medo de machuca-lá, qual não foi minha surpresa, minha cunhada estava com a boceta tão melada que meu pau entrou escorregando, eu coloquei a cabeça na portinha e ela tratou de empurrar a bundinha de encontro ao meu pau, fazendo meu cacete desaparecer todo dentro dela, quem diria uma bocetinha tão pequena engolindo um pau desse porte sem fazer força, minhas bolas encostaram em suas deliciosas coxas e eu comecei a estocar devagar, até chegar um momento de loucura em que tirei suas tetas pra fora e segurando minha cunhadinha pelas tetas comecei a foder sua bocetinha como uma gata gostosa merece, ela dizia vai mete gostoso, cunhado tarado, filho da puta que eu tô quase gosando também, pouco antes de sentir vontade gosar eu disse a ela, ai carina não tô aguentando mais eu vou gosar daqui a pouco, minha cunhada me pediu que não gosasse dentro dela pensei que ela queria minha porra na boca, mas pra mim era uma questão de honra despejar toda minha porra dentro daquela bceta que eu não sabia se seria minha outra vez, ou não, então depois de meter por uns 15 minutos acariciando suas coxas, grudei novamente nos peitos gostosos dela e comecei estocar mais forte sentindo sua bundinha gostosa bater em minha virilha e sem avisar comecei a gosar quando ela percebeu tentou tirar mas eu segurava firme nas tetas dela e não deixei ela se mexer até que a ultima gota de porra saisse, depois tirei o pau com calma e ela me olhava assustada querendo por a roupa e ir embora, medo da irmã chegar, mas eu disse que não, disse que ela não sairia dali sem gosar na minha boca, minha cunhada que á essas horas tbém ja estava possuida pelo tesão concordou e ficou de pé na minha frente, abriu novamente a bocetinha com os dedos e comecei a lamber seu grelo, sua boceta agora já xeirava mais forte devido a mistura de secreções e porra, mas em dois minutos ela gosou forte prendendo minha cabeça em sua xana semi depilada, nos trocamos rapidamente e fomos para a cozinha começamos a conversar e sobe que seu medo de eu gosar dentro é que ela não estava tomando remédio, mas ainda bem que não ficou grávida, em menos de 10 minutos minha esposa chegou, sei que ela ficou desconfiada de alguma coisa mas não disse nada, me troquei e com meia hora de atrazo voltei radiante pro meu serviço e ao mesmo tempo preocupado, poi na realidade não tinha o dinheiro pra arrumar pra ela, e não sabia o que ia dizer, mais tarde ela me ligou pedindo sigilo e perguntando se eu iria arrumar o dinheiro pra ela, confirmei que sim, e fui pensando num jeito de enrolar, por fim os dias se passaram e disse a ela que o banco não pode me arrumar o empréstimo porque havia voltado um cheque que emprestei a um amigo e ele não tinha o dinheiro pra pagar agora, enfim se ela deu pra mim só por causa do empréstimo não importa o que importa é que ela sentiu tesão e eu vou ter a eterna recordação da minha cunhada xupando meu pau, sendo xupado por ela e fodendo gostoso a boceta que sempre foi motivo de punheta na minha vida. "meu nome é David, sou moreno cor de jambo, tenho 25 anos, não sou magro nem gordo tenho 1,80 de altura 80 quilos,tudo começo quando começou quando um dia minha chefe pediu pra que eu levasse ela no banco, pois o carro dela estava na oficina, no caminho ela recebeu uma ligação de seu marido, que pelo que deu pra entender ele a tratou mal, e pelo que parecia não tinha sido a primeira vez, depois que ela desligou ficou se lamentando dele, dizendo que ele merecia ser traído e mais umas coisa, dai pensei é a hora de atacar, pois sempre fui tarado nela, uma morena de 1,70 de altura peitos médios, bunda tamanho GG linda e uma bucetinha pequenininha e apertada…logo comecei a consolar minha chefe e percebi que ela estava decidida a ir fundo na traição, não me deixei perde tempo, mesmo dirigindo comecei a passar a mão na perna dela e consolando ela sempre me dizendo que eu era gentil e que eu deveria ser um ótimo homem, depois de muita conversa chegamos ao banco ela resolveu o problema e decidimos sair pra almoça, leve ela a um restaurante bacana, la conversamos e ela começou a se insinuar pra mim e perguntou se eu teria coragem de ficar com ela, eu disse que sim que ela era muito bonita nova charmosa, só restaurante sem muitas conversa ela já mandou eu ir pra um motel próximo disse que o marido iria ter o que ele queria, fiquei sem palavra e apena obedecia levei o carro ate um motel, ela já bem soltinha acariciava meu pau por fora da calça mesmo, quando entramos no motel ela me deu um beijo e disse que estava doida pra dá, disse que o marido dela não a comia ela e quando ele comia era só uma transa rápida, ela falou que queria um homem de verdade, e eu a mostrei que sou um homem de verdade, já fui abrindo o zíper da calça e ela se surpreendeu com o tamanho do cacete já duro ele mede 19 cm, ela falou nossa é o dobro do corno do meu marido, eu apenas sorrir e a puxei pra que ela a mamasse, e sem frescura ela caiu de boa nele, chupava deliciosamente, mas meu intuito era outro era aquele rabo delicioso, sem demoras coloquei-a de 4 e metir forte naquela boceta que era apertada ela gemia gostoso rebolava como se meu pau fosse o melhor, depois de uns minutos ela gritou mais rápido seu tarado, vai me fodeee porraaaa eu vou gozaaa, sentir que a buceta dela ficou mais lubrificada e mais quente, era o gozo da minha chefinha que delicia eu fiquei loco com aquela cena eu comendo aquela buceta olhando aquele cuzinho piscar pra mim não deu outra gozei dentro dela quando tirei o pau dela ela olhou e falou quero mais,vou contar no próximo pra não ficar cansativo, mas foi uma foda maravilhosa comer minha chefinha!!!"Sentados, saboreamos uma deliciosa cerveja.