Fodendo A Cunhada Vadia Na Favela Do Rj

Fodendo A Cunhada Vadia Na Favela Do Rj

Fodendo A Cunhada Vadia Na Favela Do Rj

Ele me apertava e enfiava seu pau, me fazia gemer.

Então meu namorado foi trabalhar e eu fiquei la com a minha cunhada, o Frankiline mais uns amigos. Em Julho, numa sexta-feira que nossa filha foi dormir na casa da tia, Debora insistiu para que saíssemos, que relembrássemos nossos tempos um pouco mais afastados e fôssemos a uma casa de swing em Moema. E ainda tive umas experiências com ele, mas isso foi em outro dia.

Um deles, rapidamente abaixou minha minisaia e minha calcinha e enfiou a língua na minha bucetinha. Por algumas vezes me tranquei no banheiro e de lá só saia depois de gozar bem gostoso pensando no chefe me comendo na sala de reunião; prendendo minhas mãos para trás, empurrando metade do meu corpo na mesa, me forçando a abrir minhas pernas, arrancando minha calça, colocando a calcinha para o lado e enfiando seu pau na minha buceta com gosto, me fodendo até gozar na minha boca. rebola e dá gostoso pra mim…mostra que vc é uma putinha de verdade…mexe esse rabo!rnRapidamente eu rebolava como uma vadia gemendo de prazer…pela primeira vez sentia minha buceta totalmente preenchida por uma pica de verdade e gemendo toda tesuda sussurrava:rn-ahh…mete…mete meu sogro tarado…mete…gostoso…quero ser sua putinha…vou gozar nessa pica deliciosa…rnque pauzão gostoso…mete…faz eu gozar gostoso…ahhh…que delicia…to…to…gozando…ahhhh.

Depois de me trocar fiquei la, escondida, a esperar por ela.

Fiquei assim, algum tempo, e já estava sendo dominada pelo sono. Já tinha visto algumas colegas que haviam feito isso e depois acabavam tendo que ir embora da cidade. ""Fui socando em sua buceta, ela rebolava e gemia feito uma cadela no ciu, pedindo pra socar com força.

Senti o calor que vinha da região, e aproveitei para mexer seu clitóris com o dedo, ainda de maneira lenta.

Claro, nós dois fudemos a Danni de todos os modos imagináveis e ela foi firme em não nos deixar na mão. Ela então me apertou junto a seu corpo, sem deixar de menear os quadris, ordenando-me que não parasse que ia gozar de novo.