Fudendo A Namorada Por Trás

2 min

Categoria:

Tag: , , , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , ,

Fudendo A Namorada Por Trás

Fudendo A Namorada Por Trás

Beijou a namorada, deslizando a língua sobre o rosto dela. Só bufava no meu cangote como um animal, enquanto ia me rasgando por dentro, com movimentos que lembravam uma britadeira, socando sem dó.

Chegou a noite, Jorge foi deitar enquanto Kelly tomava banho, vestiu um sutiã vermelho, transparente, uma calcinha fio dental com babados nas laterais, o fio de trás se perdia em sua enorme bunda negra, passou creme em seu corpo inteiro e saiu do banheiro.

Ela trancava a porta, ia ao banheiro, olhava-se no espelho, retocava a maquiagem e voltava à sala de reunião, cuja porta também era trancada por ela mal adentrava o recinto. A cadela estava no cio, por isso senti que estava procurando um macho para acasalar! Meti um dedo nela e a cadela começou a se tremer, não sei se era de medo ou tesão por eu esta mexendo nela! Eu preparei a cadela pra mim fazer uma putaria legal com ela! Desliguei o chuveiro, levei ela pra dentro de casa, sequei com um pano de chão limpo, depois puxei o traseiro dela levantei as patas e dei três palmadas violenta no formato de sardinha chulipa de quatro dedos na bucetinha carnuda da minha cadela, para amedrontar à não tentar me morder, pois a cadela era muito grande de um porte forte, e percebi que cada palmada que eu dava ela dava uma mijada em formato de jato. Ficamos fudendo a tarde toda, em cima da mesa , imprensada da parede (adoro isso), de quatro.

Se existe uma definição de angelical, Laís era a coisa mais próxima disso. Fez uma carinha de medo, mas disse. Agora, pelo fato de conviver com a solidão não significa que transpareço essa realidade na face, pelo contario, não sou digno de pena, aliás, o que odeio é o sentimento de penas das pessoas, e como odeio se por ventura demonstrasse de pronto seria objeto de pena.

rnCaímos em risos e logo continuamos a conversar trivialidades enquanto tomávamos as cervejas e não demorou pra me sentisse um pouco tonta e ficar um pouco mais soltinha. – Era inevitável ficar excitada perto dele.