Loira Rabuda De Quatro Gemendo

visualizações

68 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , , ,

Loira Rabuda De Quatro Gemendo

Loira Rabuda De Quatro Gemendo

)saimos e na boate eu encontrei com meus amigos que não tiravam o olho de minha sobrinha;eles e metade da boate. Talvez ela estivesse a ficar ensonada e nem tivesse reparado. No abraço mais apertado de ambos revelou-se o desejo mais uma vez.

Que delícia parecia ser feito pra mim socou até me fazer gozar cheguei a perder as forças, mas ele falou que não havia acabado que queria me sentir de quatro, me virou entrou contudo e socou novamente até me arrancar gemidos e gritos de prazer, fiquei estasiada de tanto prazer,depois disso ele gozou muito e faziam 10 minutos que havia parado olhou pra e falou não acabou vamos começar de novo nunca senti tanto prazer com um homem. Vendo essa loira de 1,78, cavalo, bunda e peito grande pensei no desperdício que seria ver tudo escondido em roupa de homem, mass.

Enquanto chupava o que sobrava ela com as duas mão bati uma punheta.

-Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai.

Ele gemia mais alto a cada engolida na cabeçona que eu dava e dizia que estava amando aquele momento e me perguntava baixinho se eu tava gostando e se queria que eu fosse o seu macho secreto, eu respondia murmurando e ele mais ficava com tesão e já tava enfiando o dedo cheio de creme no meu cuzinho que tava piscando muito, ele acariciava meus cabelos e mandava eu mamar mais a me chamava de “minha putinha”… -mama seu macho putinha, mama… Eu tava quase gozando sem encostar a mão no meu pau… Ele gemendo e arfando e eu deitado ainda no seu colo olhando aquele colosso na minha frente até que ele não agüentou mais, segurou firme minha cabeça com uma mão e com a outra enfiava todo dedo grosso no meu cuzinho até explodir em gozo na minha boca dando urros e gozando que mais parecia uma torneira aberta saindo leite.