Metendo Na Mulher Do Vizinho Corno

2 min

Categoria:

Tag: ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: ,

Metendo Na Mulher Do Vizinho Corno

Metendo Na Mulher Do Vizinho Corno

No dia seguinte a historia se repetiu, eu perguntei a ela se havia visto a rola dele de novo, ela disse que não, mais deu uma risadinha e disse mais eu fui tentar ver mais não deu e ficamos novamente exitados, eu então acabei falando na hora, já pensou aquela rola te arrombando, ela disse nossa que delicia, eu então falei você ficou com tesão para meter com ele, ela me respondeu eu sou uma mulher casada, se eu não fosse, ate poderia pensar, mas eu fiquei insistindo, ela disse você quer saber mesmo fiquei sim, nunca vi uma coisa daquela,ate gostaria mesmo de poder tocar, eu então falei e você acha que ele vai deixar você tocar sem sem meter ela todinha ai aqui dentro, e verdade teria que dar a boceta e o cu para ele, eu perguntei mais você teria coragem, se eu não fosse casada, ate poderia pensar no assunto, mais não adianta ficar falando no impossível, bem porque ele e seu primo, eu então perguntei e se eu deixar você dar para ele você daria, ela disse e melhor a gente parar por aqui, eu perguntei porque, porque esta conversa não vai levar a nada, só mesmo me deixar com mais tesão, eu então disse por isso mesmo que temos que conversar, ela então perguntou você esta querendo ser corno, se você deixar eu ate tenho coragem de tentar, eu então respondi esta bem vou arrumar isso,"Tenho 25 anos, sou universitário, estudo numa faculdade renomada no interior do estado de São Paulo no período da manhã e às vezes após as aulas e o almoço no restaurante universitário passo no escritório de advocacia do meu pai, que fica no caminho entre a minha casa e a faculdade. E SE AJOELHANDO DIANTE DA GAROTA LIMPOU TODO O LEITE QUE COMECARA A BROTAR DA SUA BUCETA, ERA MUITA PORRA MESMO S[O PARA QUANDO NÁO SAIA MAIS NADA, CHUPOU TANTO QUE A MELISSA GOZOU NOVAMENTE EM SUA BOCA AGORA COM O PAU DO GRINGO AINDA ENTERRADO EM SEU C[U, DEPOIS DISTO PEDIU AJUDA PARA SE LEVANTAR, ALGUEM APARECEU COM UM ROLO DE PAPEL TOALHA MUITO MACIO E LACRDO ELA AGRADECEU SE LIMPOU, JOGOU UM BEIJINHO A TODOS E SAIU CALMAMENTE DO CINEMA, PROMETENDO A SI MESMA QUE SE TORNARIA A RAINHA DO CINAMA PORNO FORA DAS TELAS [E CLARO. Toda Sexta-feira depois do expediente, meu pai fazia reunião com as vendedoras, e nesse dia ele não pode ir pois viajou a trabalho, e quem fez a reunião foi a supervisora de vendas…, quando a reunião acabou todo mundo foi embora, menos a Juliana, que ficou conversando comigo ate seu marido chegar…, eu já era louco por ela, ela devia Ter uns 32 anos mas estava em plena forma, tinha um belo par de seios de dar inveja a qualquer menininha de 20 anos, e para minha sorte começou a chover forte, e como nós estávamos do lado de fora do escritório tivemos que entrar para não nos molhar, foi quando seu marido ligou dizendo que não poderia ir buscala pois devido a chuva seu carro estragou…, foi quando eu pensei e agora ou nunca, ai ela começou a ler uma revista de peças intimas femininas…,foi quando eu comecei a provocala dizendo que se ela tivesse aquele corpo da revista ela teria chance comigo…, ai nesses “brincadeirinhas” ela disse que era muito mais gostosa que a mulher da revista…, foi quando eu falei pra ela, que só ia acreditar se ela me provasse, foi quando ela para minha surpresa levantou a saia e ficou só de calcinha na minha frente e eu pude constatar que realmente ela era muito mais gostosa… ai eu comecei a passar a mão pelas suas coxas para ver se tudo aquilo era verdade…, e para minha surpresa ela começou a gostar… e ai eu fui subindo a mão até chegar nos seus lindos seios, tirei seu soutien e comecei a chupar seus seios, tirando dela alguns gemidos de prazer, foi quando eu a levei para a sala de reunião e a coloquei deitada em cima da mesa, ai foi só festa… comecei a lambe-la todinha do pescoço ate a ponta do dedão do pé, ai fui tirando a calcinha dela com os dentes deixando ela louca de tesão, e comecei a chupar aquela bucetinha toda melada…, foi quando ela se levantou e começou a me retribuir…, tirou minha calça e me fez sentar na mesa…, ai ela veio e colocou uma cadeira na minha frente e começou a chupar meu pau, que já estava latejando para fuder aquela bucetinha apertadinha que estava implorando para ser penetrada…, foi quando ela se levantou e deitou na mesa e abriu as pernas, eu rapidamente comecei a chupar sua bucetinha novamente, pois tinha um gosto maravilhoso, foi quando ela me pediu para ser penetrada, ai fui colocando devagarinho para ela poder sentir meu pau todinho dentro dela, e com o passar do tempo fui dando estocadas mais fortes ate sentir que ela estava tendo seu primeiro orgasmo…, ela parecia estar fora de si, pois começou a xingar seu marido de corno, chifrudo, e dizia que ele merecia isto, pois ele era um frouxo, foi quando eu não agüentei mais e gozei dentro daquela bucetinha que eu tanto sonhava fuder. João era meu vizinho, tinha na ocasião uns 25 a 30 anos de idade e costumava ficar olhando os meninos da rua brincar em frente a sua casa, uma rotina diária depois da escola, inclusive ajudava quando preciso.