Minha Esposa Tesuda Quer Rola

Minha Esposa Tesuda Quer Rola

Minha Esposa Tesuda Quer Rola

neste momento minha esposa chegou de e volta e paramos o assunto.

Quando coloquei minha mão pra cima minha saia levantou um pouco e ficou bem perto de mostrar minha bunda.

Acho que nunca trepei com uma mulher tão tesuda e experiente como ela.

Aos poucos, fui forçando com o dedo pra dentro, raspando seu cuzinho. o que eu fiz foi o seguinte, ela minha tia Josefa e D Laura mulher de papai se dão bem, peguei as cobras botei tudo junto entendeu? assim elas vão ter suas fofocas em dia, vão pra igreja juntas, pra feira juntas, tudo juntas não é isso? aí o Sr.

Tirei seu saco da boca e fechei os olhos para me concentrar só na encravada que estava recebendo, quando senti seu saco batendo na minha bunda eu abri os olhos e recebi um jato e depois outro de porra na cara, era o meu amigo e o idoso que estavam tocando uma punheta na minha frente, chegou até entrar no meu nariz, não podia nem mi limpar com aquela vara enterrada e dilatando dentro de minha bunda, então iniciei minha mastigada anal para deixar o clima mais tenso, o bonitão segurou minhas ancas e iniciou uma enterrada atrás da outra cada vez mais rápido até retirar todo ele de dentro de mim e como uma mangueira descontrolada espirrar leite para todos os lados.

A essas alturas eu estava totalmente excitado e preste a gozar mas não queria gozar na boquinha dela mas sim naquela bucetinha apertada que a pouco tinha sentido o gosto maravilhoso que era. Nesse final de semana, eu estava em outra cidade fazendo minha especialização e olhando pela janela para a lagoa que de frente pro hotel, pensei em como estava sendo bom estudar fora e como precisava me divertir mais.

Ele responde:Tesão de foda,gostou safada?.

Que magrinha gostosa, peguei na cinturinha dela e comecei a bombar e ela realmente sabia fazer bem gostoso, aquela bundinha bem empinadinha deixa qualquer homem doido. Quem é casado sabe muito bem que ocasiões assim dando sopa, não existem;Olá a todos! Me chamo Daniel, hoje eu Tenho 34 anos e esta é uma história verídica que se passou quando eu tinha uns 23 anos.

Então tive de contar sobre o que havia visto naquela tarde enquanto ele “dormia” e eu fui acordá-lo.