Morena Rabuda Senta Na Rola Grossa Do Casado

Morena Rabuda Senta Na Rola Grossa Do Casado

Morena Rabuda Senta Na Rola Grossa Do Casado

"Paula e Felipe são casados há três anos, estão super bem na relação mas não dispensam umas brincadeirinhas de vez em quando para apimentar o dia a dia.

Num instante eu gozei, tendo espasmos e molhando mais minha pernas.

-Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai. Achei que já na segunda algo iria acontecer entre os dois, mas não, ele viajou e ficou a semana toda fora.

Ela gritava de verdade, mordia as mãos, gemia e o cara não estava nem aí, ia metendo. Gente boa, mas com paus normais.

Eu estudava em um colégio, que o uniforme era blusa branca e saia xadrez rodada, aquela sainha deixavam os meninos doidinhos, principalmente no dia em que estivesse ventando, eu e as minhas amigas deixávamos a saia subir, só para mostrar a calcinha pros meninos, ainda mais que tenho as coxas grossas, eu deixava os homens loucos, eu também ficava toda excitada, ao ouvir eles me chamando de gostosa e de outras coisas mais, cheguei em casa muito excitada e vi que o meu irmão, estava deitado no chão da sala, assistindo um filme na teve, reparei que ele estava bem no meu caminho, com o rosto virado pra cima e como eu estava a fim de me mostrar e de me exibir, então passei bem de vagar, por cima do seu rosto dei uma paradinha rápida com as pernas bem abertas. Então ele me fez sentar no vaso e enfiou seu pau na minha boca… ele metia como se fudesse meu rabo me fazendo engasgar um pouco quando a cabeça batia no fundo da minha garganta.

Ele trouxe um colchão e deitou no chão com ela.

Logo ouvimos novo bater na porta e Pedro se levantou para abrir voltando com uma morena alta, muito bonita, cujos trajes e maquiagem indicavam tratar-se de uma garota de programa.