Nesse Porno Amiga Vadia Da Faculdade Metelona Comendo Esposa Vagabunda Corninho – Ba

2 min

Categoria:

Tag: ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: ,

Nesse Porno Amiga Vadia Da Faculdade Metelona Comendo Esposa Vagabunda Corninho – Ba

Nesse Porno Amiga Vadia Da Faculdade Metelona Comendo Esposa Vagabunda Corninho – Ba

Já tinha tido alguns encontros com caras desde a adolescência, mas muito poucos (uns três apenas), porém em todos os casos eram com amigos meus vendo filmes pornô e a coisa esquentava. Jogo-a no chão e a estupro sem dó nem piedade,nem que depois vá dar com os meus costados na cadeia!” Jamais vimos a professora Luciana com o seu marido, mas o “DIVA – Departamento de Informação da Vida Alheia” da Faculdade informava que ela não vivia um casamento feliz.

Na manhã seguinte a rotina toda se repetia,crianças para a escola,esposa,cunhada e cunhado pro trabalho,e eu sozinho em casa novamente. Ele segurava o cacete deixando apenas a cabeça de fora pra que eu chupasse e lambesse a glande, me xingava de puta, vadia, safada e eu estava muito excitada, também falava sacanagens com a boca cheia com a sua pica, comecei a chupar mais vigorosamente ainda o pau dele apertando os lábios, babando e passando a minha língua macia num movimento de vai e vem alternando com lambidas gulosas.

Eu fiquei pensando em como poderia deixar mais gostoso o negócio, mas não queria começar a comer, quer dizer, minhas punhetas para ela eram sim, comendo, mas não queria que isso acabasse.

Lembra quantos dias a mamãe ficou sem dar pro senhor depois daquele dia na fazenda? Eu e a Tami que tivemos que matar a sua vontade de corninho.

Me afastei e ele sentou na cama, tirei a saia, a calcinha vagabunda me deixou sensual ele me olhou me comendo.

-E de sacanagem ele sujou Didi só para ferrar comigo, afinal ele não iria ter coragem de inventar algo contra Thiagão, que só com um murro desmontaria ele… Para você ver a qualidade de amigos que você tem Didi…"O Filho da Minha Amiga 2Continua…Segui ele até a sala, que era no andar debaixo do quarto.

"– Amor?Garota?Carlos, falei que iria junto com você! O que aconteceu? – Nesse momento ela estava na minha frente, me olhou dos pés a cabeça, demorou alguns segundos a mais nas minhas pernas expostas, e nos meus seios marcados pelo top que eu estava usando.