Novinha Dançando Funk Pelada

2 min

Categoria:

Tag:

visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

Novinha Dançando Funk Pelada

Novinha Dançando Funk Pelada

Não sei quanto tempo durou minha tortura, só me lembrava que quando fui parado pelo guarda era no início da tarde, e quando os três filhos da puta ficaram satisfeitos e já não saia nada das pirocas deles quando gozavam, já estava começando a escurecer. – Será que ficaremos seguros aqui, Adolfo?– Eu trago uma faca, se aparecer alguém teremos como nos defender. "O pau ficou mais duro ainda e ela foi rebolando, gemendo e sentando. Saimos do apto de patricia fomos embora e ela no"Vou começar como todos os contos, dizendo que este é verídico e real. Quando o João entrou no quarto que me viu pelada eu percebi que o pau dele ficou duro instantaneamente dentro da bermuda que ele estava vestindo, meu marido entrou ao lado dele e falou: “João, pode comer esta vadia, eu vou ficar aqui apenas olhando”.

"Passado 2 meses desde que virei sua assistente , eu já estava desistindo de conquista-la , pensei que suas seduções e seus joguinhos eu estava criando em minha mente até que certo dia estávamos no laboratório , bem próximas falando dos conteúdos do semestre e talz , mas entre uma conversa e outra ela se aproxima de mim e vai em direção a minha boca, eu não resisto e nos beijamos. A festa estava bem divertida, estávamos todos bebendo e dançando muito funk. Fui a uma sauna gay e lá conheci um carinha, bonito, 1,70a , branco bronzeado de praia , um tesão de gostoso, policial , chamado Marcelo. Ela rebolava, gemia, dizia que estava adorando…que minha pica era gostosa…que eu sabia fazer… que eu era foda….

Tentei espiar alguma delas no banho e não deu, fomos todos dormir e eu tomar meu banho, ví a calcinha rosa no cesto e enlouqueci!Cheirei,lambi, esfreguei no pau e tentei gozar nela,mas tinha bebido muito e não consegui gozar.

Castanho escuro e sempre com barba por fazer, era um homem grande, mas sempre muito respeitoso e dedicado ao trabalho. Me jogou na cama e subiu em cima de mim, me dizendo que eu era a novinha safada dele e que ele queria me dar a melhor foda que ele aguentasse. Depois daquele dia chegávamos na escola e toda hora passávamos a mao um no outro.