Novinha De 19 Mamando E Dando A Buceta

visualizações

26 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , ,

Novinha De 19 Mamando E Dando A Buceta

Novinha De 19 Mamando E Dando A Buceta

Sempre era desse jeito, e ela adorava isso, porque as duas primeiras a deixavam excitadíssima e quando sentava para cavalgar já estava no ponto de conseguir um gozo, quase sempre fantástico.

"Eram quase duas horas da tarde.

Conhece a Elaine Araújo quando eu tinha 15 anos.

Tudo menos ela ir contar ao meu pai.

Depois, colocou um anel peniano para evitar que amolecesse de novo ou gozasse logo.

Não acreditava que aquela gatinha, pequenina e novinha pudesse ser tão safada. No caminho ele não parava de me elogiar enquanto colocava o pau para fora.

Vendo que o pau dele já fazia volume na calça, ela perguntou se ele queria ser punhetado de novo, e como ele disse que sim, ela tirou a calça dele.

Cris, toda gostosa, terminou de se arrumar e me disse que gostaria de me encontrar mais vezes para curtirmos mais, pois aquele dia, além de gostoso, foi muito corrido. Ia passando a mão em mim, até chegar na minha buceta.

-Ah ate parece…- Isabel virava seu rosto dando um sorriso sem graçaFiquei desarmado, mais uma vez sem saber o que dizer.

Devo ter ficado mais ou menos uns cinco minutos mamando quando tirei a boca e disse depois disso “espera um pouco”.

A levantei e a posicionei contra a parede fazendo ela abrir as pernas colocando uma das apoiado nas minhas pernas para facilitar a penetração, então bem devagarzinho fui penetrando enquanto segurava suas mãos no lado superior da parede pois ela adorava ser dominada, coloquei a cabecinha lentamente até introduzir todo o meu pau dentro dela o ritmo começou a esquentar e fui penetrando cada vez mais forte ela gemia com vontade de gritar mas não podia, eu tirava e colocava meu pau com uma força que ficou maravilhosa até gozar, que trepada!!!! o lugar o perigo de alguém chegar e escutar alguma coisa e ver sua roupa de dormir sua buceta…era indescritível.

Quando Marcos chegou perto dela, ela pegou o pau do namorado e, lascivamente, mergulhou-o no copo de caipirinha, derramando o excesso dessa.