Novinha Safada Liberando Para Vários Na Festinha| Fotos

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

Novinha Safada Liberando Para Vários Na Festinha| Fotos

Novinha Safada Liberando Para Vários Na Festinha| Fotos

Tiramos umas 40 fotos, foi até divertido, me senti uma modelo só que baixinha rsrs… Logo que ela foi embora eu tratei de selecionar as melhores, e com ajuda do meu editor de imagens ocultei meu rosto deixando a mostra apenas meu corpinho frágil e pequeno. mal ele sabia que eu era trans, mas não falei, continuei chupando, pau dele acho que tinha uns 17cm bem grossinho, falava pra ele que era bem grandinho, ele adorava… eu ali babando bem gostoso, me engasgando, adoro uma rola bem dura, tinha uma cabeçinha bem grande até… chupei feito cadela… ele estava delirando, mas para o fim da minha alegria ele disse que iria gozar rapido porque minha boquinha era quente demais, e eu chupava feito uma cadela… não deu outra, mandei gozar na minha boca mesmo… tiozinho me encheu de porra, adorei… me limpei, ele me levou de volta, e quando foi me largar na frente do meu prédiu, perguntou se poderia ter repeteco, eu disse que sim, era só me pegar em um dia chuvoso na minha facul…. Fui iniciada no sexo por meu próprio pai, o Dr Delço, um advogado muito respeitado e severo mas que na verdade é um safado comedor de novinhas, nada de pedofilia, meu pai como advogado não é otário, adora uma novinha desde que maior de dezoito anos. Após alguns minutos surge a coroa safada com uma lingerie preta maravilhosa me convidando para ir para o seu quarto, eu fiquei extremamente surpreso mas claro que aceitei o convite. Mandamos nudes falamos um pouco mais sobre varios assuntos até que pedi se poderia ver ela pessoalmente, ela disse que não pois namorava. Ele foi colocando a cabeça da pica e arrebentando cada prega, devagar. Discutimos algumas ideias e fizemos um roteiro.

Antes de descer, ela me encarou, com os olhos brilhantes e o peito arfando, parecendo emocionada: “Está mesmo apaixonado por mim, Raphael?” Ela pegou a minha mão, por cima do volante, e completou: “Então, não me chame mais de professora ou de senhora. Devolvi apertando sua bunda com a mão esquerda e segurando seu seio com a mão direita. Ele me seguiu até o fundo do cinema onde abriu o zipper da sua calça liberando seu kct enorme…ele desceu um pouco minha calça e começou a esfregar seu caralho no meu reguinho enquanto dizia com uma voz rouca de tesão que queria me comer ali mesmo.