Pornô Caseiro Ruiva Boazuda Adora Uma Boa Trepada Dando Para Marido Petrolina – Pe

4 min

Categoria:

Tag: ,

visualizações

4 min

Categoria:

Tag: ,

Pornô Caseiro Ruiva Boazuda Adora Uma Boa Trepada Dando Para Marido Petrolina – Pe

Pornô Caseiro Ruiva Boazuda Adora Uma Boa Trepada Dando Para Marido Petrolina – Pe

E nós ficamos ali conversa vai, conversa vem, até que ela me contou uma historia, que me deixou surpresa e de pernas bambas, ela me falou que, quando ela estava na cama, dando uma trepada bem gostosa com o seu marido, ele sempre falava de mim pra ela, que eu era um tesão e que eu tinha uma bunda muito gostosa, ela me disse que ele era louco de tesão pela minha bunda e que o seu desejo era de comer o meu cu, ela sabia que eu gosto, quando alguém come o meu cuzinho bem gostoso, principalmente se o homem tiver um cacete, bem grande e grosso.

Os dias passaram e sempre que podia eu sempre transava com Carla em vários lugares e varias posições tudo bem rapidinho para que ninguém notasse, mas como tudo que é dura pouco, eu estava ajeitando a moto quando Cintia chegou apavorada e disse que Carlos havia descoberto tudo e que eu não poderia mais ficar ali, eu nem esperei, peguei minhas coisas coloquei na moto, antes de sair ela me chamou e me deu uma boa grana bem mais do que havia ganho eu ainda dei um beijo nela, e fui correndo para na minha cidade pequena, fazia uns dois meses que não tinha noticia de ninguém de lá, quando Marina uma das garçonetes que morava aqui na minha cidade veio visitar a mãe, me entregou uma carta de Carla endereçada a mim, nela havia escrito varia coisas fantásticas, uma delas era que tudo o que aconteceu fora planejado entre Carla e Dona Nair, pois Carlos era estéril, e eles queriam um filho, pensei comigo por isso ela nunca pediu para que eu usasse camisinha, e ela agora estava grávida e muito feliz com o marido e os sogros, me mandou um beijo e disse que sente falta das nossa brincadeira, bom, eu também. Batom vermelho e uma peruca ruiva. PRECISO DIZER QUE MADÁ É UMA MORENAÇA LINDA E PRA LÁ DE BOAZUDA, COM QUEM DE VEZ EM QUANDO FAÇO UNS PROGRAMINHAS MAIS ARROJADOS.

Eu fiquei em casa e por isso, o caseiro teve de dirigir o segundo carro, pois eram muitas pessoas.

No final desse dia fomos na cidade comer gelado, estavamos num jardim e os meus tios ficaram dando uma voltinha vendo lojas pra descontrair e eu e as primas sentámos no jardim as irmãs ficaram de frente para mim, a Safira começou a fazer um olhar safado para mim a irmã estava distraída e ela abria as pernas e eu vi pela primeira vez, ela estava sem roupa por baixo do vestido e então fiquei sem jeito olhando uma bucetinha linda rosada, lábios perfeitos, fiquei com um tesão descontrolado, só queria penetrá-la ali mesmo. Quando encontrei Nando no elevador e quando ele me viu soltou um grande sorriso e foi logo dizendo que estava morrendo de saudades dos nossos papos eu ali senti que tinha um grande amigo e eu me convidei para ir no apto dele jogar ele aceitou no ato e subimos para e começamos a jogar mais nenhum dos dois queria nada daquilo e eu disse: não para mesmo para os personagens fazerem o que fizemos e ele disse que preferia ao vivo e foi colocando o pau para fora fiz o mesmo e peguei no pau dele e ele no meu só desta vez ele gozou primeiro e eu tive uma reação de não acreditar quando vi porra jorrar na minha mão e ele apressou em dizer que estava morrendo de tesão não deu para segurar e ele parou de me punhetar e foi se limpar confesso que fiquei decepcionado, quando ele voltou e como era muito cedo voltamos a jogar, mais eu não me concentrava no jogo e ele percebendo perguntou se eu queria mais e balancei a cabeça afirmativamente ele tirou o pau para fora e pediu para eu punhetar e fiz e o pau dele endureceu rapidamente e punhetei gostoso e ele a mim e desta vez gozei e me limpei e voltei a pegar no pau dele para continuar esperando que ele pedisse o mesmo mais ele não disse nada e continuei a punhetar e ele não gozava e perguntei se ele sentia dor novamente por não gozar e ele disse que estava bom desta vez e que eu continuasse e assim o fiz, mais depois de um tempo reclamei que doía meu braço e perguntei se ele não queria do outro jeito, Nando soltou um sorriso e eu abaixei minha bermuda e como tinha visto no filme me ajoelhei no chão e apoiei a barriga no assento do sofá e ele veio por trás e começou a passar o pau no meu cu, e eu me arrepiei todo e adorando mais ainda do que a ultima vez, Nando passou a cabeça acertando meu cu em cheio, instintivamente empinei a bunda e senti meu cuzinho piscar e senti meu cu todo melado o pau de Nando soltava muito liquido e aquilo deixou meu cu todo melado e quando senti de novo a cabeça bem no meio do meu cu e empinei mais e mais minha bunda e forcei a bunda um pouco para trás e senti a cabeça forçar a borda, ardeu um pouquinho mais apesar disto a sensação era muito mais muito boa, Nando recuou e pediu desculpas e eu não entendi o que ele tinha feito e eu perguntei o do porque e ele disse que quase enfiou em mim que tinha sido sem querer que não estava agüentando de tanto tesão.

Sempre quando deito a noite me masturbo, mas ter um dia q me meu irmão poso em casa e dormíamos em uma beliche eu em baixo e ele em cima, aí nessa noite eu escutei ele assistindo porno no celular e batendo uma punheta.