Pornô caseiro vagabunda peludinha gozando corno filmando de sp

Pornô caseiro vagabunda peludinha gozando corno filmando de sp

Pornô caseiro vagabunda peludinha gozando corno filmando de sp

De uns tempos pra cá o desejo aumentou em ter uma mulher conosco na cama, graças a esse site de contos e os pornos. E estava uma delícia, tão bom que não reparei o barulho da porta abrindo, era o caseiro, ele achou que a casa estava vazia e foi vasculhar para chamar a moça para limpar. Sentindo sua excitação, tiro meu pau de dentro do cuzinho, ela se sente parcialmente aliviada, então a levanto e a coloco sentado sobre o pau do meu amigo, de frente pra ele, seguro ela pelos peitos e a ajudo a fazer um movimento de cavalgada sobre o pau do meu amigo, ela embala o movimento e continua gemendo, então inclino ela para frente, meu amigo passa a chupar seus seios enquanto ela continua o movimento de cavalgada, em seguida inclino ela mais para frente, seus seios pressionam peito do nosso amigo e eu enfio o dedinho no cuzinho dela, ela continua cavalgando sobre o cacete, enquanto lubrifico continuo a enfiar o dedo cada vez mais forte, então coloco meu pau na portinha do cuzinho e inicio um movimento de penetração, ela rebola, enquanto sente prazer com o pau do nosso amigo na xaninha, começa a sentir a penetração do meu pau no seu cuzinho, conforme se movimenta, mais fundo meu pau penetra no seu cuzinho e mais ela atola o pau do meu amigo na sua xana, totalmente penetrada ela aumenta a velocidade, meu pau esta inteirinho dentro do seu cuzinho, ele geme de prazer e dor e grita, me fode , me fode mais fundo, e de maneira enlouquecida, pressiona os dois cacetes pra dentro de si, começa a gritar, vou gozar, vou gozar, e apertando os dois paus, geme de prazer e grita to gozando, to gozando, to gozando muito………"– Você é bom nisso, garotinho.

Não aguentando esperar mais, ele a colocou sentada na bancada da pia, jogou o robe dela pra longe e chupou a bucetinha peludinha que ela ostentava. E eu só pensando em que aquilo ia dar… quando olhei meu marido eu quase gozei naquele instante, ele estava babando de tanto tesão, filmando a cena e massageando seu pênis completamente ereto.

Depois desse dia, eventualmente o corno levava a putinha pra minha casa para transarmos.

Ela gemia e gritava, alcancei o controle-remoto do som e aumentei o volume, então disse em seu ouvido: Pode gritar sua vadiazinha, vagabunda, safada.