Preta Rebolando Na Cachoeira

29 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

visualizações

29 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

Preta Rebolando Na Cachoeira

Preta Rebolando Na Cachoeira

[FIM]"– Você não vai se importar com isso não é?"Bem , depois que comi a minha cunhada na casa e cama dela , saímos várias vezes e até hoje damos uma de vez em quanto , certa vez eu ia a Nova Friburgo a Trabalho , liguei para ela e perguntei se ela queria ir comigo para fazer companhia e claro ” METER TB ” ,ela nem pensou muito e aceitou , era uma quinta-feira no verão aqui do Rio de Janeiro , peguei ela em casa as 7:00 hs , fomos então para Friburgo , na estrada ela já começou a dar uns beijos em meu pescoço e dizer que queria chupar uma coisa carnuda , com um sorriso safado abriu meu zíper , tive que tirar o cinto de segurança para ela ficar a vontade , estávamos na estrada entre Parada Modelo e Cachoeira de Macacu , ela botou a minha pica para fora e começou a mamar a pica com um movimento bem devagar , eu tive que diminuir a velocidade , quando vi uma estrada de terra que ia parar em uma espécie de lago , parecia deserto o lugar , parei o carro em baixo de uma árvore , e fomos para o banco de trás , ela estava cheia de tezão e eu idem. Firme e no maior pique, coloquei ele na beira da piscina e voltei a chupar como louca, me colocou de lado e comeu gostoso minha bucetinha que há essa altura estava bem molhada e inchadinha, fizemos 69, esfregava aquele pauzão no rosto na boca nos peitos, e quando ele me chupava ele simplesmente atolou o dedo no meu cuzinho, quase gozei de novo, nunca tinha introduzido nada ali, arrepiei toda, ele viu o tesão que fiquei , aí ele perguntou se o filho dele nunca tinha fodido meu rabinho eu disse que não nem um dedinho, ele foi loucura e disse que ia comer meu cuzinho, eu disse nem pensar, não ia dar conta, na bucetinha já estava custando imagina no cuzinho, então ele me deitou na rede de bunda pra cima e começou a lamber meu cuzinho fiquei louca, enfiou o pauzão de novo em minha xaninha e começamos novamente um vai e vem descontrolável, só pedia pra ele não enfiar tudo pois ia me machucar, ele foi acelerando e não parava nunca, sentou num banco alto me segurou pela cintura e deixou minha bucetinha ir engolindo aquele mastro conseguia ir ate a metade, que delicia, nisso seu filho, meu namorado liga e perguntou como eu estava, e nesse momento estava com a rola de seu pai entrando e saindo, respondi ofegante que estava correndo na rua e não podia falar naquele momento, desliguei e meu sogro acelerou, tinha hora que ele introduzia um pouco e eu sentia uma dorzinha, aí ele me colocou sentado numa banqueta alta e empinei pra ele, minha bucetinha e meu cuzinho todo oferecido, ele passou a língua e começou a morder minha bunda e meu cuzinho, comecei a piscar pra ele foi quando ele introduziu o dedo eu dei uma gemida tão louca que quase entrei em transe, comecei a rebolar no dedo dele como se tivesse fodendo seu pau, então ele levantou e começou a esfregar a cabeçona dura no meu cuzinho todo lubrificado, pedi pra não enfiar no cuzinho, mas no fundo estava querendo sentir, mas também com medo, ele todo firme falou relaxa vou de vagar, foi forçando a cabeça, era impossível aquilo entrar, ele forçando e de repente relaxei a metade da cabeça entrou e deu um ardido, as pregas do meu cuzinho estavam sendo literalmente rasgadas, aí ele enfiava de vagar e tirava pra eu me acostumar, daí ele foi forçando até aquela cabeça monstra entrar ardeuuuu, mas eu queria dar uma de experiente, eu mesma comecei a mover meu corpo fazendo a cabeça entrar e sair do meu cuzinho, até eu ter outro orgasmo, não deixei ele forçar o pau dele no meu cuzinho pois fiquei com medo de não voltar ao normal, kkkkkk, fui fazendo movimentos de vai e vem sentindo toda potencia daquele enorme pinto, estava exausta, ele percebeu que já estava cansada de tanto levar rola, então ele me sentou e fez eu chupar até ele me dar um banho de porra que jorrou por todo meu rosto e seios, suguei e lambi tudo, pela primeira vez tinha recebido porra no rosto e na boca, que delicia, essa foda com meu sogro foi alucinante….

Dei um beijo nela e já estava saindo quando ela me chama:-Pai…eu…quero que você coloque o pluguinho em mim…você faz isso paizinho?Fiquei preocupado, minha mulher podia acordar e me procurar na sala, se me pegasse em uma situação complicada no quarto da minha filha a coisa ficaria preta! É…minha vida cada vez mais enrolada,mas como negar um pedido assim da própria filha.

Pedi a ela que pegasse vinho na geladeira, ela levantou vagarosamente abrindo bem as pernas, aquilo deve ter dado um tesão enorme nela também, ao levantar da cadeira, sua camiseta subiu e sua bunda nua ficou temporariamente exposta, ela baixou vagarosamente enquanto andava rebolando até a geladeira.