Punheta da esposa Linda

Punheta da esposa Linda

Punheta da esposa Linda

Eu beijava, metia na boca, babava, lambia o saco cabeludo dele, arrastava o pau na cara, voltava a enfiar até quase a garganta.

Estávamos todos loucos,nos beijávamos,nos chupávamos e parávamos pra ver Djalma sedento por rola.

"Faltava apenas três semanas para o fim das aulas e tinha algumas provas chegando! Tínhamos que fazer esse trabalho o mais rápido possível para que pudéssemos começar a estudar para as últimas provas e também para os vestibulares! Uma vez que não tinha mais nada a fazer a respeito do trabalho, eu me levantei e estava puxando minha cadeira para longe deleEssa caseiro se chama Pedro, aparentemente já com seus mais de 40 anos, morava proximo a principal casa da fazenda com sua esposa e seu filho adolescente. Minha saliva vai lambuzando a extensão do seu pau, ele geme e sorri e as vezes esfrega seu pênis pelo meu rosto.

Quando abri o portão me deparei com uma linda loira de cabelos curtos e lindos olhos verdes, rosto liso como o de um bebê e apesar de estar de uniforme pude perceber que tinha um belo corpo.

rnCasei-me com a bucetinha toda cheia de porra do meu sogro safado…e apesar de no começo da cerimônia aquilo me incomodar um pouco…por incrível que possa parecer…logo depois aquilo começou a me dar tesão e meu grelo ficou tão inchado que logo depois da cerimônia fui ao banheiro e pra me acalmar me masturbei e go-zei maravilhosamente. Vi que ela estava entreaberta, silenciosamente fui entrando e logo ouvi sua voz.

Em seguida ela me fez deitar e me olhando nos olhos foi abrindo meu ziper, dizendo: – Lembra que te falei que gosto? Eu disse: – Chupar um pau? ela rindo respondeu: – Sim, amo! chegou a hora de chupar o seu, valeu a pena esperar né? Risonha ela envolveu meu pau duro com mão e começou a me punhetar bem gostoso e dizia que estava admirada com minha vara e faria de tudo pra engolir tudinho. Ele apertou o pênis e me perguntou o que tinha acontecido.