Safada dançando funk no motel

1 min 12 seg

Categoria:

Tag: , ,

visualizações

1 min 12 seg

Categoria:

Tag: , ,

Safada dançando funk no motel

Safada dançando funk no motel

mas pra onde? E eu falei, vc tem coragem de ir para um Motel, e ela falou vou pensar, dair quando era ia saindo ela me falou eu vou te ligar pra gente sair hoje. Lá dentro, sozinha, ainda com a sensação de dor e prazer daquela vara rompendo minha xaninha virgem, voltei a me excitar e lembrei da cena de minha mãe recebendo Carlos no rabinho. Em troca, claro, ofereci arcar com os custos de uma escola particular e um preparatório pro futuro vestibular.

Como se eu tivesse algo com ela.

Aquilo me deu um frisson e eu falei algo que talvez não devesse, mas saiu:– Já imaginou se aquelas brincadeiras fossem hoje?– Eu não paro de imaginar isso nem um minuto… e você?– Comecei a imaginar agora…Ela me disse que depois de falar isso, olhou para ele e não teve jeito, eles se agarraram aos beijos, ele abaixou a camiseta dela e mamou nos peitinhos, ela pôs a mão no pau dele sobre a calça e quando imaginavam poder continuar, ouviram a chave na porta.

Algo me atraía nele, porém eu não era capaz de entender o que.

Até que me olhou e disse quero dar p/ ti agora quero sentir ele todo dentro da minha bucetinha. – Me chupa, garotinha safada! – disse apontando o pau pra minha boca entreaberta. Enfiam mais, vai, vai enfiando, goosttooooossooo, quero as bolas dentro, quero tudo.

Depois de um longo período chupando aquele pau saltei pra cima dele e o beijei voluptuosamente cuspi em sua cara, dei uns tapas e mordidas lhe deixando algumas marcas.

Certa hora, começou a tocar um sertanejo e puxei minha irmã novamente para dançar, meus primos começaram junto e o casal de amigos também , minha irmã havia bebido um pouco demais e nós dançando, batendo coxas e tudo em uma rodada, não sei o que passou na cabeça de minha irmã, ela tirou suas mãos de mim, colocou no meu rosto e me deu um beijo na boca, um selinho um pouco mais demorado, mas logo me afastei, olhei para meus primos, mas eles estavam dando risada e dançando, nem nos viram, falei para minha irmã logo em seguida:– Não podemos, nossos primos estão aqui. Chegando no sábado às 11h, foi na casa do meu tio como combinado, já havia preparado psicologicamente porque sabia que aquele final de semana seria duro.

O banho terminou,nos vestimos e deitamos na cama,mais agora para curtir e conversar.