Só No Cuzinho Da Casada

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , ,

Só No Cuzinho Da Casada

Só No Cuzinho Da Casada

Ela gemia urrava que pau gostoso.

Começo contando que conforme combinado com o seu chefinho, toda quinta-feira ele iria liberar o cuzinho para ele, entretanto na quinta-feira antes do carnaval deu merda. Mas, eu quero algo para chupar.

Pegou os dois em plena ação, claro. Eu fiz ele gozar chupando o pau, ele jorrou porra perto da minha boca e meus seios. Ai eu tirei a blusinha dela e chupava e apertava aqueles peitinhos e ela apertando meu pau por cima da bermuda.

Em uma estratégia desastrosa, fiz questão de segurar o cano de apoio do ônibus com a mão esquerda para que o mulato percebesse a aliança na mão esquerda, visse que eu sou casada e, com isso, me deixasse em paz. DEPOIS DE UNS TEMPOS,ELES IAM NOS MESMO LOCAIS QUE EU FREQUENTAVA,ELE ME OLHAVA E EU TAMBÉM O OLHAVA,NÃO ERA UM KRA BONITO,MAS CHAMAVA A ATENÇÃO POR SER FORTE E ERA SEDUTOR.

Acho que ela percebeu que eu tava praticamente babando enquanto olhava pra ela, pq logo ela perguntou:-Aconteceu alguma coisa Carla ?-Aconteceu, você. E também não saia dali.

Caralho, Puta que pariu, eram únicas coisas que conseguia falar enquanto aquele cara me fodia toda e eu gozava, pois não consegui ser arrombada por muito tempo sem gozar.

quando ela saiu do banheiro branquinha, com o cabelo escorrido até a cintura, só de calcinha e meia calça, aqueles peitinhos durinhos e soltou um sorrisinho, eu não aguentei parti pra cima dela, a peguei no colo e ela começou a rir, eu a joguei na cama e comecei a beija-la de língua, ela já sabia me beijar, enfiava a lingua dentro da minha boca e eu chupava aquela lingua lizinha, chupava o pescoço dela e ela soltava gemidinhos, desci e chupei os mamilos durinhos, fiquei ali beiijando de lingua aqueles mamilos rosinhas, apertava as coxas dela e sentia aquela meia calça deliciosa, coloquei a mão sobre a bucetinha dela e afastei a calcinha, enfiei o dedo todo sem dificuldade nenhuma, é, eu realmente tinha arrombado minha sobrinha tão criança ainda.

Sob ela a Patrícia já havia esquecido as inibições, e rebolava e arqueava a cintura de encontro ao rosto da amiga, rapidamente encontrando um sincronismo. Ela perguntou se ele já tinha transado o frade disse que sim. Eu sou tímido e não consigo falar com as pessoas. Aumentei ainda mais meu ritmo e não demorou nada para que um gozo intenso seguido de grunhidos nos invadisse.