Vai Contar Tudo Pro Marido

Vai Contar Tudo Pro Marido

Vai Contar Tudo Pro Marido

Terceiro, Ser a amada que sai com o aro do cuzinho apertado e volta frouxas pra bater uma deliciosa para o marido dormir feliz da vida.

Minha mãe com muita, calma levantou da cama e me colocou deitado. "No ano de 2013, final de novembro, minha empregada Mara se separou do marido e pediu precisou trazer algumas coisas de casa aqui pro apartamento por um tempo.

Eu sempre fui estiloso, o que meio que entregava a minha homossexualidade, mesmo que eu tenha demorado a perceber que eu era gay.

O efeito do que tive oportunidade de ver em minha sexualidade foi tão intenso que desde aquele momento eu só pensava em sexo e em apenas duas ou três semanas eu me transformei completamente: a menina bem comportada, que quase nada permitia de intimidades a seus namoradinhos, deu lugar a uma mulher sedenta de sexo, que se masturbava intensamente todas as noites, devorava revistas e vídeos de sexo e delirava com a visão de homens de pênis enormes penetrando lindas mulheres, até que seus sonhos libidinosos se tornaram realidade. Estava de férias e minha namorada estava na praia com os pais. Ela viu e se abaixou para chupar. Na minha cara também, tinha levado tanto tapa que já tava ardendo.

Mas jamais daria uma cantada, pois isso poderia atrapalhar nossa amizade.

Mesmo depois de gozar na primeira, acho que pela excitação ser muito grande, gozei muito dentro dela. (by WriterP)"Um dia acordei com um tesão danado e decidi me aventurar no chat uol cidades já que minha mulher não estava disponível.

Ele tava maluco de tesão, me chamando de Leticia vagabunda, puta, etc.

Perguntou um ‘como vai?’ , eu respondi que ela era linda,ela agradeceu e disse que me achou legal também.

Pelo volume, seu membro devia estar bem crescido.

Sai do banheiro e vi que não tinha ninguém por perto: quando voltei ele estava se matando numa punheta.

Não raras vezes ela foi tocada por diversas mãos e eu só fui saber após ela me contar. E com dizeres de que jamais havia sentido o que sentiu aquela noite, mas que tinha medo do que poderia acontecer e que então seria cautelosa.